quinta-feira, 4 de junho de 2020

O som meditativo e curativo do Sino Tibetano

Hoje vou escrever sobre um objeto que gosto muito, o Sino Tibetano, conhecido também como Orin ou Tigela Tibetana, que nada mais é do que um pequeno instrumento musical bastante utilizado por praticantes de meditação, budismo, Yoga e afins. As tigelas tibetanas são instrumentos de origem asiática e sua origem exata é incerta; sabe-se que provavelmente veio das regiões do Nepal, China e Japão. Ela possui o nome "Tibetana/o" por ser muito usada no Budismo.


As tigelas, em sua maioria, são feitas artesanalmente, com bronze ou estanho, ou industrialmente, com bronze, alumínio ou cristal. Há ainda algumas que são feitas combinando sete metais, como prata, ouro, ferro, cobre, mercúrio, estanho e chumbo, que representam sete planetas do sistema solar, respectivamente, Lua, Sol, Marte, Vênus, Mercúrio, Júpiter e Saturno. Acredito que esse modelo é mais caro que os outros, visto a variedade de material com que são feitas. As tigelas vêm com um bastão de madeira e, ás vezes, com uma pequena almofada para acomodar a tigela e deixar o som livre de interferências externas (quando a tigela é tocada apoiada em cima de algo que não seja nossa mão bem aberta, o som sai diferente, por isso o uso da almofada). Algumas tigelas possuem desenhos ou escritos, como é o caso da minha (na foto abaixo). Geralmente os escritos são mantras. 


Foto: Adriana Vicente / Adyta Artesanatos

Para que serve o Sino Tibetano e como usá-lo?

O Sino Tibetano é usado em meditações, músicas, sessões de relaxamento e em diversas práticas espiritualistas ou religiosas. Os monges tibetanos o definem como o "som do coração", que nos conecta com sentimentos e emoções positivas e saudáveis e nos desliga das negativas e autodestrutivas. O som do Sino Tibetano é produzido ao friccionar o bastão de madeira em sua borda de forma contínua, gerando um tom ou frequência, que muitas vezes é bem alto e preenche todo o ambiente. Também é utilizado para marcar o início ou final de práticas meditativas ou relaxantes, bastando dar um toque com o bastão na lateral da tigela. Abaixo deixo um vídeo muito legal que explica de forma bem simples como usar o Sino Tibetano.




Ação e benefícios do Sino Tibetano

O som do Sino Tibetano é conhecido como medicina vibracional e gera inúmeros benefícios para quem pratica meditação com o objeto. Seu som ajuda a liberar tensões musculares, produz relaxamento profundo, expande o corpo áurico, aumenta a defesa do organismo, estimula o equilíbrio entre os dois hemisférios cerebrais, harmoniza os chakras e regenera os tecidos através da vibração que produz em nosso organismo.


       


Usado como musicoterapia, seu som afeta diretamente as células do nosso organismo, influenciando positivamente suas funções, além de nossas emoções. Sua vibração também é usada como forma de cura, muitas vezes emocional. Pesquisando sobre musicoterapia, achei um vídeo muito legal que fala sobre o poder de cura através dos sons e deixo aqui para quem quiser assistir (vale muito a pena): 




A tigela tibetana, quando usada como forma de tratamento energético e terapêutico, ajuda a alinhar os chakras, podendo ser tocado acima do local do corpo onde o chakra está localizado, bem como acima do local do corpo a ser tratado, potencializando os efeitos de cura. O Sino Tibetano pode ser usado até para quem não acredita nesse conceito de musicoterapia, visto que seu som tem o poder de relaxar até o mais convicto ateu (piadas à parte, salvo raras exceções, não tem quem não goste da vibração que a tigela produz).

Onde encontrar?

Existem muitos modelos de Sino Tibetano, e o som e preço variam conforme o tamanho da tigela (já vou adiantando aqui que não é um objeto muito barato). Acredito que vai muito do gosto individual de cada um. O meu é pequeno, cabe direitinho na palma da mão e é super prático porque não ocupa muito espaço na hora de guardar, então quando fui comprar levei em conta escolher um pelo tamanho, porque eu tenho tanta coisa no quarto que quase não acho mais espaço para novos objetos (minha estante não comporta mais nada ahahahah). Embora minha tigela seja pequena, seu som é bem alto e pra mim é bastante satisfatório (lembrando que cada tigela possui um som diferente, quase que individual).

Um detalhe importante e legal que eu quero compartilhar aqui com vocês e que descobri quando fui comprar minha tigela tibetana, é que ela não deve ficar guardada, escondida. O ideal é deixá-la em um local onde ela possa ser vista (geralmente as pessoas deixam em um cantinho dedicado à meditação ou práticas relaxantes, por exemplo). Também existe uma espécie de lenda de que é a tigela quem escolhe você. Vou explicar como. Quando você vai comprar sua Tigela Tibetana (isso serve para compras físicas), você testa todas antes (como eu fiz quando fui comprar a minha) para ver qual é melhor. Sempre tem uma que se destaca mais no som. Eu apenas encostei levemente o bastão na que comprei e ela já fez um som absurdo, diferente das outras que eu testei, que não saíram tanto som. Eu lembro que tinha uma senhora que também estava testando algumas tigelas, e o mais engraçado é que duas tigelas que testei, que saiam com um som bem baixo quando eu as tocava, saíram com um som bem alto quando essa senhora tocou. E tocamos exatamente igual, da mesma forma, o que me levou a acreditar nessa lenda de que a tigela é quem escolhe o dono. Se você for comprar a sua em lojas físicas, faça esse teste (e volte aqui e comente o que achou hehehe).

Uma foto para mostrar o tamanho da minha tigela tibetana

Foto: Adriana Vicente / Adyta Artesanatos

O sino tibetano pode ser encontrado para venda nas lojinhas de alguns templos budistas e em lojas esotéricas e indianas, embora seja um pouco difícil de encontrar em lojas físicas. A melhor opção é sempre a internet, que possui uma vasta quantidade de lojas virtuais que oferecem o produto, de tamanhos e custos variados. Eu revendo alguns modelos de Sino Tibetano, de tamanho pequeno (iguais aos das fotos que compartilhei), e quem quiser conhecer mais e comprar comigo, pode acessar minha loja virtual, a Adyta Artesanatosaqui. Por conta da quarentena, acabei fechando a loja virtual (não tenho como buscar os produtos no momento), mas assim que tudo se normalizar, as vendas voltam normalmente. 

Deixo aqui um vídeo bem legal com sons do Sino Tibetano, para relaxamento. 




"Om Mani Padme Hum" 
("Da lama nasce a flor de Lótus")

Quero finalizar a postagem deixando esse mantra tibetano para que possamos refletir seu significado. É um dos mantras que mais gosto, conhecido como o "Mantra da Compaixão", e significa que não importa onde estamos, sempre podemos evoluir, ser e nos tornarmos mais fortes espiritualmente. A paz não existiria se não houvesse o caos, a luz não existiria se não houvesse a sombra. Tudo é equilíbrio. E não importa como e onde estamos e como nos sentimos agora, tudo acontece para nosso próprio crescimento pessoal e espiritual. Tudo foi e tudo é exatamente como deve ser (embora muitas vezes a gente relute em acreditar nisso, como eu muitas vezes faço). E não digo isso para justificar todas as coisas ruins que estão acontecendo no mundo, digo isso para que sirva como um trabalho interno nosso. Quando eu me curo, ajudo a curar o mundo. Da lama, da tristeza, dos sentimentos e sensações ruins, despertamos para nossa própria cura, para nosso renascimento, para nossa flor de Lótus. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário